Roberto Danovaro/Reprodução
Roberto Danovaro/Reprodução

Descobertos animais marinhos que vivem sem oxigênio

A equipe de Roberto Danovaro retirou as criaturas da Bacia Atalante, a mais de 3.000 metros de profundidade

06 Abril 2010 | 16h48

Pesquisadores italianos e dinamarqueses descobriram, nas profundezas do Mediterrâneo, três espécies de animais multicelulares que vivem sem oxigênio.

 

As células dessas criaturas nem têm mitocôndrias, as organelas responsáveis pelo consumo do gás no corpo de plantas e animais.

 

A equipe de Roberto Danovaro retirou as criaturas da Bacia Atalante, a mais de 3.000 metros de profundidade, ao largo da costa grega.

 

As espécies foram classificadas no filo Loricifera, e os indivíduos têm cerca de 1 milímetro de comprimento.

 

Uma prévia do artigo científico, ainda em elaboração, que vai descrever em detalhes a descoberta pode ser lida aqui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.