EUA anunciam reabertura de área de pesca na Louisiana

O governo dos Estados Unidos anunciou ontem a reabertura da área de pesca no Estado da Louisiana, fechada desde abril por causa do vazamento de óleo da British Petroleum (BP) no Golfo do México. "Estamos satisfeitos de poder ajudar a Louisiana a reabrir suas águas aos pescadores comerciais", declarou a comissária da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA), Margaret Hamburg.

ANDREA VIALLI, com EFE e REUTERS, O Estado de S.Paulo

31 Julho 2010 | 00h00

A zona reaberta para a pesca vai do delta do Rio Mississippi até a fronteira com o Estado do Mississippi.

A comissária se reuniu nesta semana com pescadores da região em New Orleans, na Louisiana, que pediram informações sobre as garantias da qualidade da pesca e insistiram que os consumidores tenham acesso a essas certificações.

O futuro executivo-chefe da BP, Bob Dudley, disse, durante visita ao Mississippi, que a companhia não abandonará os moradores do golfo e assumirá a responsabilidade pelo desastre causado pelo vazamento.

Segundo Dudley, a operação para vedar o poço de onde vaza petróleo deve começar na terça-feira. A BP anunciou nesta semana um plano para vender parte de seus ativos para bancar os custos relacionados ao vazamento de petróleo no Golfo do México.

NOVO VAZAMENTO

Rompimento de oleoduto polui rio

Bombas absorventes e barreiras de contenção estão sendo usadas para despoluir o Rio Kalamazoo, no Estado americano de Michigan. Um oleoduto da empresa Enbridge Energy Partner se rompeu no início da semana e deixou vazar 820 mil galões de petróleo. A contaminação se estende por uma área de 50 km ao longo do rio e ameaça o abastecimento público de água.

ECOSSISTEMAS

Fitoplâncton dos mares cai 1% ao ano

A quantidade de fitoplâncton dos oceanos diminui 1% por ano, na média dos últimos cem anos, segundo estudo publicado nesta semana pela revista Nature. O estudo alerta sobre os efeitos da redução destes micro-organismos na estrutura dos ecossistemas marinhos. Segundo cientistas do Instituto para a Pesquisa Climática da Alemanha, a redução de fitoplâncton dos oceanos está ligada ao aquecimento global. O fitoplâncton tem grande importância para o equilíbrio da vida na Terra, pois os micro-organismos produzem grande parte do oxigênio da atmosfera.

EDUCAÇÃO

Inscrições para pós em agricultura verde

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) recebe, na terça e na quarta-feira, inscrições para aluno especial na pós-graduação em Agricultura e Meio Ambiente, no câmpus de Araras (SP). Informações em cca.ufscar.br.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.