Jornada da Juventude levará 2 milhões de católicos de 80 países ao Rio em 2013

Evento servirá como prova geral de organização da cidade antes da Copa do Mundo e Olimpíadas

Antonio Pita, de O Estado de S. Paulo ,

02 Março 2012 | 23h25

RIO - Antes de sediar jogos da Copa do Mundo e das Olimpíadas, o Rio de Janeiro terá de provar sua capacidade de receber eventos de grande porte com a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada pelo Vaticano entre 23 e 28 de julho de 2013. Essa é a expectativa da organização do evento, que esteve no Rio nesta semana para avaliar os preparativos. Durante a jornada, a cidade deverá receber 2 milhões de católicos de mais de 80 países.

“Será um momento de prova geral da capacidade do Rio, antes de outros eventos de proporção mundial. Será uma comunicação do Rio para o mundo”, disse o cardeal polonês Stanislaw Rylko, que representa o Vaticano na organização da jornada.

Segundo Rylko, os governos municipal, estadual e federal deram garantias de que as obras de mobilidade e de reforma dos aeroportos estarão prontas. A visita da comitiva que organiza a Jornada ao Rio durou cinco dias. Houve encontros com o governador Sérgio Cabral e com o prefeito Eduardo Paes, além de visitas a lugares que poderão sediar eventos com a presença do papa Bento XVI.

Oito locais - entre eles a Catedral de São Sebastião e o Aterro do Flamengo - são cotados para receber uma missa, uma vigília e outras duas cerimônias abertas ao público. Técnicos da segurança do papa farão uma nova inspeção nesses locais antes da decisão, prevista para julho.

“Não podemos criar uma falsa expectativa antes de alguma definição. A decisão envolve os assessores do Vaticano, o comitê local e geral de organização da Jornada”, afirmou ontem d. Orani João Tempesta, arcebispo do Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.