Jovens usam cada vez mais Messenger em paquera e namoro

Segundo pesquisa, 22% dos jovens usam o recurso para convidar pessoas para sair e 13% para terminar a relação

Associated Press,

17 Novembro 2007 | 16h12

Sem dúvida, mensagens via celular, conhecidas como torpedo ou SMS, e mensagens no Messenger são muito mais rápidas e eficientes. Para muitos adolescentes é também uma ótima maneira de se evitar situações constrangedoras.   Segundo pesquisa feita pela Associated Press e AOL na quinta-feira, 15, mais de 4 em 10 adolescentes (43%) utilizam mensagens no Messenger para se comunicar com amigos. A pesquisa constatou ainda que 22% usam o recurso para convidar pessoas para sair (ou para aceitar o convite), e 13% para terminar o relacionamento.   "Se a pessoa não tiver uma reação agradável, ou pirar, você não vai ver", diz Cassy Hobert, de 17 anos, de Frenchburg, Kentucky. Ele afirma que usa o recurso para arrumar encontros.   Enquanto, aproximadamente, metade dos adolescentes de 13 a 18 anos utiliza torpedos e mensagens no Messenger, a pesquisa constata que apenas um em 5 adultos faz uso do recurso.   Danny Hitt, de 34 anos, um agente do estado de Riverside, Califórnia, afirma que já conversou com quatro ou cinco amigos por mensagens instantâneas - um número considerado baixo por alguns adolescentes. Hitt diz que prefere usar o telefone para assuntos importantes.   O fato é que torpedos e mensagens no Messenger privam o indivíduo de uma aproximidade física. Lewis Grove, de 19 anos, de Ohio, declarou que terminou dois relacionamentos por mensagens no Messenger com 'medo da rejeição'.   "Se você está sendo rejeitado e está cara-a-cara com a pessoa não pode apenas 'minimizar a janela' e desaparecer. Por mensagens no Messenger isto é possível."   Grove diz terminar o namoro por mensagens instantâneas também tem suas vantagens. "Eu tive algumas namoradas malucas. Terminar o namoro pessoalmente não seria uma boa idéia para o meu próprio bem".   Adolescentes e adultos   Ao comparar adolescentes e adultos no universo da mensagem instantânea, a pesquisa apurou que os jovens conversam com mais de uma pessoa em um único chat ao mesmo tempo, enquanto ¾ dos adultos declaram que, quando conectados na Internet, mandam mais e-mails do que mensagens instantâneas.   Os jovens também dominam a pesquisa quando se trata de tempo de uso. Um em cada 10 passa 3 horas ou mais por dia na frente do computador, cerca do dobro de horas dos adultos, e 15% a 17% manda mais de 100 mensagens instantâneas por dia, o triplo dos adultos.   "Eu poderia estar praticando violão ou andando de bicicleta", diz Traci Laichter, de 14 anos. "Eu acho que até faz sentido, mas eu realmente prefiro falar com meu amigos".   Aproximadamente 6 em 10 adolescentes declaram que a lição de casa é feita enquanto estão conectados no Messenger. Os adultos só ganham dos jovens em uma categoria - compras online.   A pesquisa também apurou que menos de 1/5 das pessoas utiliza das possibilidades de conversa com de áudio ou vídeo dos Messengers.

Mais conteúdo sobre:
torpedo pesquisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.