AP Photo/Dmitri Lovetsky
AP Photo/Dmitri Lovetsky

Mercúrio é visto passando entre a Terra e o Sol nesta segunda

Planeta apareceu como um pontinho preto à frente da enorme circunferência brilhante da estrela; fenômeno não ocorria há 10 anos

O Estado de S. Paulo

09 Maio 2016 | 16h20

Pela primeira vez em 10 anos, Mercúrio passou, nesta segunda-feira, 9, entre a Terra e o Sol e foi visto como um pontinho preto à frente da enorme circunferência brilhante de nossa estrela. Curiosos seguiram o trânsito solar de 7 horas e meia do pequeno planeta no portal da Nasa na internet.

O planeta mais próximo do Sol parecia transitar lentamente, mas, na verdade, passou a uma velocidade de 165 mil quilômetros por hora. A passagem do planeta pelo Sol começou às 8h12 (horário de Brasília) e pôde ser vista na costa leste da América do Norte, na Europa Ocidental, África Ocidental e na maior parte da América do Sul.

Na Europa Oriental, no Oriente Médio, na Ásia central e na maior parte da África, o pôr-do-sol diminuiu o espetáculo. O fenômeno não foi visível na Austrália, Nova Zelândia e Papua Nova Guiné. 

A última vez que o fenômeno ocorreu foi em 2006. Voltará a ocorrer em três anos e depois em 2032. Segundo a Nasa, o fenômeno ocorre 13 vezes por século. 

Jim Green, diretor da divisão de ciências planetárias da Nasa, afirmou que os cientistas aproveitaram o trajeto para aprender mais sobre a atmosfera extremamente tênue de Mercúrio.

Ainda pouco explorado, o misterioso Mercúrio é o planeta mais próximo do Sol e se encontra a uma distância média de 58 milhões de quilômetros do astro.

Muito pequeno (seu diâmetro é de 4.780 quilômetros), dá a volta ao redor do Sol em 88 dias. Passa a cada 116 dias entre a Terra e nossa estrela. Mas, por causa da inclinação de sua órbita ao redor do astro em relação à órbita terrestre, nos parece que se encontra ou por cima ou por baixo do Sol na maior parte do tempo./AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.