Tony Gentile/Reuters
Tony Gentile/Reuters

Papa Bento XVI comemora 60 anos de sacerdócio

Durante missa solene nesta data, pontífice concedeu o pálio a 45 arcebispos e 17 ibero-americanos, e pediu a unidade dos cristãos e fidelidade a Cristo e à Igreja

Efe

29 Junho 2011 | 14h20

CIDADE DO VATICANO - Bento XVI celebrou nesta quarta-feira, 29, os 60 anos de sua ordenação sacerdotal e na ocasião concedeu o pálio - símbolo de comunhão com o bispo de Roma - a 45 arcebispos, 17 ibero-americanos, durante uma missa solene na qual pediu a unidade dos cristãos e fidelidade a Cristo e à Igreja.

Diante de milhares de pessoas que lotaram a basílica de São Pedro do Vaticano, o papa Ratzinger lembrou o dia 29 de junho de 1951, data em que o cardeal Michael von Faulhaber o ordenou sacerdote na catedral bávara de Frisinga.

O pontífice declarou que Deus espera dos homens uma existência vivida segundo Sua lei e que o conteúdo dessa lei se baseie no amor a Deus e aos homens.

Nesta festividade, Bento XVI completou com a milenar tradição de vestir o pálio nos arcebispos nomeados este ano, nesta ocasião 45, dos que cinco não puderam comparecer ao Vaticano e o receberão em suas arquidioceses.

Os brasileiros são Sérgio da Rocha, de Brasília; Dimas Lara Barbosa, de Campo Grande (MS); Pedro Brito Guimarães, de Palmas (TO); Murilo Sabastião Ramos Krieger, de Salvador (BA); Jacinto Bergmann, de Pelotas; Hélio Adelar Rubert, de Santa Maria e Pedro Ercilio Simon, de Passo Fundo, todas no Rio Grande do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.