Papa celebra missa inaugural sob esperança de mudanças na Igreja

O papa Francisco inaugurou seu pontificado com uma missa diante de centenas de milhares de pessoas e líderes mundiais na Praça de São Pedro, nesta terça-feira, com um rito simplificado que alimentou esperanças de mudanças na Igreja Católica, atingida por escândalos.

PHILI, Reuters

19 Março 2013 | 07h32

Francisco, o primeiro papa jesuíta, já colocou sua marca no papado ao abandonar muito da pompa barroca de seu predecessor, Bento 16, e sinalizando que busca uma Igreja cuja primeira prioridade seja os pobres e desfavorecidos.

Antes da missa, ele visitou a abarrotado Praça de São Pedro sob um sol brilhante em um jipe ??branco aberto, abandonando o papamóvel à prova de balas usado com frequência por Bento.

O papa parou com frequência para cumprimentar algumas das centenas de milhares de pessoas que se reuniram na praça, beijou bebês, e saiu do carro em um certo ponto para abençoar uma pessoa com deficiência.

Ele usava vestes brancas simples e sapatos pretos, em contraste com os luxuosos sapatos vermelhos que chamaram atenção quando usados por Bento.

A cerimônia foi realizada a partir de um altar sobre os degraus da enorme basílica, e também foi reduzida para duas horas depois de um serviço de três horas em 2005, quando Bento 16 começou seu pontificado.

Antes da missa, Francisco recebeu seu recém-cunhado anel de ouro e seu novo pálio, uma faixa de lã a ser usada ao redor do pescoço, que fora colocada durante a noite sobre o túmulo de São Pedro sob o altar da basílica.

A missa formalmente instala Francisco como o novo líder dos 1,2 bilhão de católicos do mundo.

Mais conteúdo sobre:
RELIGIAO PAPA MISSA INAUGURAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.