Papa insiste que governo sírio escute seu povo

O papa Bento 16 insistiu no domingo que o governo sírio reconheça as aspirações legítimas de seu povo e embarque em um diálogo nacional para acabar com a violenta repressão às manifestações, que já matou milhares desde março.

REUTERS

12 Fevereiro 2012 | 10h25

Falando a fieis depois de sua benção semanal, o papa disse que as autoridades sírias também tinham que responder às preocupações da comunidade internacional sobre os confrontos e a instabilidade.

"É urgente responder às aspirações legítimas de seções diferentes da nação, bem como aos auspícios da comunidade internacional", afirmou o papa.

(Reportagem de Catherine Hornby)

Mais conteúdo sobre:
PAPA SIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.