Divulgação
Divulgação

Retrospectiva 2011: Veto da Anvisa aos emagrecedores

Em 4 de outubro, agência reguladora proibiu a comercialização dos inibidores dos apetite derivados da anfetamina e liberou a venda e uso do medicamento emagrecedor sibutramina

Estadão.com.br,

21 Dezembro 2011 | 13h48

Após debates durante todo o ano de 2011, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu liberar em 4 de outubro a venda e uso do medicamento emagrecedor sibutramina e proibir a comercialização dos inibidores dos apetite derivados da anfetamina (femproporex, dietilpropiona e mazindol). Segundo a Anvisa, porém, haverá mais rigor e controle sobre a sibutramina.

O caso gerou polêmica entre o órgão regulador, endocrinologistas, associações de medicina e pacientes usuários dos remédios, que são prescritos para combater à obesidade. Segundo os médicos, esse tipo de medicamento é a melhor opção para pacientes com dificuldades de emagrecimento.

De acordo com a Anvisa, os emagrecedores como a sibutramina e os derivados de anfetamina - que atuam no sistema nervoso central - aumentam o risco de problemas cardíacos. Por conta disso, desde 2010, a agência reguladora tinha endurecido regras para a venda da droga, que é proibida na União Europeia, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Uruguai, Paraguai e México.

 

Mais conteúdo sobre:
retro2011 Anvisa veto emagrecedores Saúde Vida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.