Temperatura sobe a 400ºC em região da Jordânia

O fenômeno foi descoberto por acaso quando ovelhas entraram no terreno enquanto estavam pastando

Efe,

07 Outubro 2009 | 15h35

As autoridades jordanianas investigam a partir desta qaurta-feira, 7, o que motivou um repentino aumento da temperatura até 400ºC em um local próximo a Amã, informaram fontes oficiais.

 

O fenômeno ocorreu na terça-feira, 6, em uma área de quase dois mil metros quadrados na província de Balqa, 15 quilômetros ao oeste de Amã, segundo o governador dessa província, Abdul Khalil Sleimat.

 

"O fenômeno foi descoberto por acaso quando ovelhas entraram no terreno enquanto estavam pastando", disse o governador.

 

Sleimat contou que, de acordo com os pastores que cuidavam das ovelhas, os animais "foram completamente queimados e desapareceram".

 

As autoridades isolaram a área e retiraram os moradores do local, acrescentou o governador.

 

O Governo jordaniano deixou a investigação do fenômeno a cargo de um painel formado por diversos departamentos e instituições acadêmicas.

 

O chefe da associação jordaniana de geólogos, Bahjat Adwan, descartou a presença de qualquer atividade sísmica ou vulcânica na área.

 

O diretor do Conselho de Recursos Naturais da Jordânia, Maher Hijazin, informou que certos materiais orgânicos podem ter se juntado e reagido sob a superfície, gerando o inusitado aumento de temperatura.

 

Hijazin também destacou que há uma rede de água e esgoto que lança seus resíduos na região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.