Michael Reynolds/EFE
Michael Reynolds/EFE

Trump lança programa para levar homem a Lua e Marte

Documento ordena que Nasa lidere projeto para conduzir astronautas ao satélite natural e 'eventualmente' ao planeta vermelho

O Estado de S.Paulo

11 Dezembro 2017 | 23h50

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta segunda-feira, 11, o documento que dá o pontapé inicial em um programa para levar o homem novamente à Lua e, em seguida, a Marte.

+++ Evidência de água em Marte pode ser apenas areia, aponta estudo

A diretiva se chama "Space Policy Directive 1" e ordena que a Agência Espacial Americana (Nasa, na sigla em inglês) lidere um programa espacial "inovador" para fazer os astronautas americanos pisarem novamente no satélite natural da Terra e, "eventualmente", também no planeta vermelho.

+++ Em Marte, água pode ter sido mais abundante do que se imaginava

"Desta vez não se trata apenas de colocar nossa bandeira e deixar nossas pegadas. Estabeleceremos uma base para uma missão rumo a Marte e, talvez, além", declarou o presidente dos Estados Unidos.

+++ Europeus tentam pousar sonda em Marte pela 1ª vez

 

Anteriormente, o vice-porta-voz da Casa Branca, Hogan Gidley, já havia afirmado que "Trump mudará a política para viagens humanas no espaço para ajudar a América a se tornar a força motriz da indústria espacial, obter uma nova consciência do cosmos e impulsionar uma tecnologia incrível". 

A última vez que o homem pisou na Lua foi em 1972, na missão Apollo 17, realizada pela Nasa, mas as viagens para o astro foram interrompidas por causa de seu elevado custo. A partir de então, tanto os Estados Unidos quanto a antiga União Soviética passaram a focar em projetos na órbita da Terra. /ANSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.