A Grande Mancha Vermelha

Estadão

02 Setembro 2010 | 08h40

A imagem abaixo chega a este blog graças a um tuíte de @elakdawalla, a blogueira oficial da Planetary Society. Trata-se de uma maravilhosa e detalhadíssima reconstituição da Grande Mancha Vermelha de Júpiter, um mosaico construído a partir de fotos tiradas pela sonda Voyager 1, em 1979. Uma versão ampliada e em melhor resolução pode ser encontrada aqui.

jupiter

A Grande Mancha Vermelha é uma tempestade, de certa forma semelhante a um furacão na Terra, que vem sendo observada continuamente há séculos — foi percebida pela primeira vez em 1664. Caberiam de duas a três Terras em seu interior.

A mancha vem passando por mudanças nas últimas décadas, incluindo variações de cor, e os cientistas ainda estão juntando as peças do enorme quebra-cabeças que ela representa.

A passagem da Voyager 1 pelo planeta gigante é lembrada não só pelas imagens geradas, como também pela descoberta dos tênues anéis de Júpiter.

Este link leva para uma página do Laboratório de Propulsão a Jato, da Nasa, onde pode-se assistir a uma animação da Grande Mancha em movimento.

Abaixo, um pequeno documentário sobre a Mancha, apresentado por Michio Kaku, no peculiar estilo WOW!-POW!-BANG! do History Channel: