Nave Discovery deve retornar à Terra nesta segunda

Ônibus espacial da NASA cumpriu missão de 14 dias
para a entrega de equipamentos e instalação de sistema
na Estação Espacial Internacional.

root

18 de abril de 2010 | 01h42

Lançamento da Discovery. Ônibus espacial foi o que mais realizou missões até hoje e deve ser aposentado ainda em 2010. Crédito: NASA.

Lançamento da Discovery. Ônibus espacial foi o que mais realizou missões até hoje e deve ser aposentado ainda em 2010. Crédito: NASA.

O ônibus espacial Discovery e seus sete tripulantes devem retornar à Terra nesta segunda-feira, dia 19 de abril, após uma missão de 14 dias para entrega de suprimentos e peças na Estação Espacial Internacional e a instalação de um novo sistema de esfriamento de amoníaco. Engenheiros da NASA irão avaliar as condições meteorológicas do Kennedy Space Center, na Flórida, antes de permitirem que a nave faça o pouso.

Uma vez em terra, os astronautas que viajaram até a Estação Espacial Internacional passarão por exames físicos de rotina e se reunirão com suas famílias. A tripulação irá participar de uma entrevista coletiva após o desembarque, cerca de quatro horas e meia após a aterrissagem.  

O Discovery é um dos três ônibus espaciais (os outros são o Atlantis e o Endeavour) que fazem parte dos veículos tripulados da NASA em operação. Fez o seu primeiro voo em 1984 e é a nave que mais realizou viagens e missões, como o acoplamento da MIR (estação espacial russa) na Estação Espacial Internacional e reparos no telescópio espacial Hubble. Completou 30 missões bem sucedidas.

Com o regresso da Discovery, a NASA vai fazer somente mais três viagens à estação espacial antes que esse tipo de nave seja retirado de operação, por questões de segurança e custos. Os engenheiros esperam substituir a frota por novos veículos de exploração espacial, ÓRION, até 2014. Durante o período, a agência espacial russa mandará equipamentos necessários para a Estação Espacial Internacional pelas naves soviéticas soyuz.

Veja também:

Exoplaneta “frio” e similar a Júpiter é identificado pelo satélite CoRoT
Telescópio capta condições da maior tempestade do Sistema Solar
Apenas 15% dos sistemas solares são como o nosso no universo
NASA identifica cinco planetas gigantes fora do Sistema Solar
Explosão espetacular de estrela gigante indica presença de antimatéria no espaço

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: