Entrelaçamento de multipartículas "promove" computação quântica

Pesquisa constitui uma base importante para a compreensão do entrelaçamento de íons sob a presença de perturbações do ambiente.

taniager

27 Setembro 2010 | 15h57

Fisicos da Universidade de Innsbruck expuseram quatro íons entrelaçados a um ambiente ruidoso. Crédito: cortesia da Universidade de Innsbruck.

Fisicos da Universidade de Innsbruck expuseram quatro íons entrelaçados a um ambiente ruidoso. Crédito: cortesia da Universidade de Innsbruck.

O entrelaçamento de objetos quânticos pode assumir formas surpreendentes. Físicos quânticos da Universidade de Innsbruck, Áustria, investigaram várias propriedades de entrelaçamento em quatro íons aprisionados.  Os resultados foram publicados no diário Nature Physics em 26 de setembro de 2010. O estudo promove a evolução no sentido da computação quântica e uma compreensão mais profunda dos fundamentos da mecânica quântica. 

Entrelaçamento é uma propriedade fascinante de vinculação de sistemas quânticos. Albert Einstein chamou-o de “ação fantasmagórica à distância”. Este engate bizarro pode vincular partículas, mesmo se elas estão localizadas em lados opostos da galáxia. A força de suas conexões está por trás dos computadores quânticos promissores, máquinas dos sonhos capazes de computações rápidas e eficientes. 

A equipe liderada por Rainer Blatt do Instituto de Física Experimental tem trabalhado com muito sucesso para a realização de um computador quântico. Em seu estudo recente, estes físicos expuseram quatro íons entrelaçados em um ambiente ruidoso. “No início, os íons mostraram ligações muito fortes,” diz Julio Barreiro, membro da equipe. “Quando expostos ao ambiente perturbador, os íons começaram uma viagem ao mundo clássico. Nesta jornada, seu entrelaçamento mostrou uma variedade de propriedades.” 

Os resultados vão muito além do que anteriormente foi investigado com duas partículas enredadas, uma vez que quatro partículas podem ser conectadas em muito mais formas diferentes. Esta pesquisa constitui uma base importante para a compreensão do entrelaçamento de íons sob a presença de perturbações do ambiente e a fronteira entre os diferentes mundos da física clássica e da física quântica.

Veja também:

“Encontrada” maneira de conduzir primeiro teste da teoria das cordas
Superposição de camadas de nanopartículas melhora transistores
Técnica para, armazena e controla luz de laser pela manipulação de elétrons
Pesquisadores demonstram emissão de laser em material orgânico
Inteligência artificial: novo modelo computacional reconhece objetos