Pesquisadores planejam ensaios clínicos com nova vacina contra o HIV

Equipe internacional de especialistas usará nova estratégia de combate baseada na extensa diversidade genética do vírus.

root

19 de outubro de 2010 | 16h37

O HIV é um retrovírus que ataca o sistema imunológico podendo causar a síndrome da imunodeficiência adquirida, ou Aids.

O HIV é um retrovírus que ataca o sistema imunológico podendo causar a síndrome da imunodeficiência adquirida, ou Aids.

Uma equipe internacional de especialistas liderados pela Universidade Duke, nos EUA, estão dispostos a projetar e programar o primeiro teste de uma vacina contra o HIV em seres humanos. O time vai usar uma nova estratégia para combater o vírus baseada em sua extensa diversidade genética.

As vacinas tradicionais desenvolvidas contra o HIV são projetadas para estimular o sistema imunológico do organismo para que este reconheça naturalmente uma série de aminoácidos específicos existentes nas proteínas dos vírus. A nova abordagem, contudo, conhecida como “vacinas de mosaicos”,  é composta por muitos tipos de sequencias sintéticas de proteínas que podem induzir o sistema imunológico a responder adequadamente aos diferentes cepas de vírus do HIV.

Estas vacinas já foram estudadas em animais, sendo bem-sucedidas na melhora da resposta imune. Agora, os estudos irão passar para uma nova fase da pesquisa, em que a segurança do método será testada em pessoas. Caso corra de forma positiva, o trabalho pode levar à tão sonhada vacina contra o vírus causador da Aids.

A equipe irá utilizar o vetor NYVAC vaccínia (derivado da vacina contra a varíola) e DNA contendo um conjunto de genes artificiais de HIV gerados por computador. O ensaio clínico de fase 1 deve começar no máximo em 2012.

“A diversidade do HIV é muito grande, e o projeto gene mosaico representa uma concepção de uma nova vacina para agir diretamente sobre a diversidade do HIV em ensaios clínicos humanos”, explica Bette Korber, cientista sênior do Los Alamos National Laboratory responsável pelo time que desenvolveu os genes mosaicos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: