Luz UV é o segredo das nuvens de água quente ao redor de estrelas

Teoria de evaporação de cometas ou planetas anões conduzida pelo calor da estrela é descartada por pesquisadores.

root

02 Setembro 2010 | 11h06

Imagem obtida pelo Herschel mostra a IRC+10216, também conhecida como CW Leonis, uma estrela rica em carbono onde astrônomos encontraram água. Crédito: Jet Propulsion Laboratory.

Imagem obtida pelo Herschel mostra a IRC+10216, também conhecida como CW Leonis, uma estrela rica em carbono onde astrônomos encontraram água. Crédito: Jet Propulsion Laboratory.

Em 2001, astrônomos descobriram uma inesperada nuvem de água quente em torno da estrela IRC+10216. A evidência intrigou cientistas, já que a água não seria realmente algo óbvio em estrelas de carbono. A explicação poderia estar na evaporação de cometas ou planetas anões conduzida pelo calor da mesma.

Agora, no entanto, o observatório espacial Herschel revelou que o segredo é mesmo a luz ultravioleta. A água é quente demais para ser proveniente de corpos celestes congelados. De acordo com os pesquisadores, isso poderia explicar por que estrelas que estão morrendo são envoltas por nuvens gigantes de vapor de água quente.

 “Modelos prevêem que não deveria existir água nos envelopes em torno de estrelas como esta, e os astrônomos ficaram intrigados sobre como ela chegou lá”, explica Paul Goldsmith, cientista do projeto Herschel da NASA. “Estas observações com o Herschel confirmam a presença surpreendente de vapor de água no que nós achávamos ser um deserto astronômico”.

Veja também:

“Oásis de oxigênio” existia nos oceanos há 2,5 bilhões de anos
Mapa mais detalhado de Marte está acessível a astrônomos e curiosos
Elementos voláteis sugerem presença disseminada de água na Lua
Marte abrigou vários ambientes aquáticos em épocas mais recentes

Leia mais sobre: astronomia.