Cientistas de Harvard apresentam sua ‘mosca-robô’

Cientistas de Harvard apresentam sua ‘mosca-robô’

Herton Escobar

02 Maio 2013 | 20h09

FOTO: Moscas-robôs ao lado de uma moeda de 1 centavo de dólar. [Image courtesy of Kevin Ma, Pakpong Chirarattananon]

Os insetos estão com tudo esta semana no mundo da tecnologia.

Se ontem a Nature anunciou o desenvolvimento de uma microcâmera digital inspirada nos olhos compostos de moscas e formigas (post abaixo), hoje a Science anuncia o desenvolvimento de um robô não muito maior do que uma mosca e que voa como uma mosca de verdade. Imagine só!

Nós inventamos o avião, o helicóptero e um monte de outras máquinas voadoras, capazes de carregar muitas toneladas de carga e voar enormes distâncias. Mas em termos de agilidade no ar, nenhuma delas se compara ao que faz uma mosca, uma libélula e outros insetos voadores. A capacidade que eles têm de mudar de direção, ângulo e velocidade no ar é incomparável.

O robozinho, desenvolvido por três pesquisadores da Universidade Harvard, é um feito incrível de engenharia. Pesa apenas 80 miligramas e bate as asas de maneira semelhante à de uma mosca. O objetivo dos pesquisadores, segundo o trabalho, é mimetizar tecnologicamente a eficiência de voo dos insetos … Nenhuma menção a aplicações militares, mas imagino que o Pentágono deva estar de olho nisso. Imagine esse robozinho voador da Science equipado com um olho composto de mosca do tipo apresentado ontem na Nature … espionagem inspirada na natureza.

Clique aqui para ver um vídeo da “mosca-robô” em ação.

Terroristas, preparem seus mata-moscas.

 

Mais conteúdo sobre:

biomimetismo