Duas novas luas de Plutão são batizadas. Nome Vulcan, da série ‘Star Trek’, é rejeitado.

Duas novas luas de Plutão são batizadas. Nome Vulcan, da série ‘Star Trek’, é rejeitado.

Herton Escobar

08 Julho 2013 | 15h15

Plutão e suas luas. (Crédito: NASA, ESA, Mark Showalter/SETI Institute)

Herton Escobar / O Estado de S. Paulo

Plutão deixou de ser planeta (virou “planeta-anão”), mas não perdeu o estrelato. Na época em que foi “rebaixado”, em 2006, o ex-nono planeta do Sistema Solar tinha três luas conhecidas: Charon, Nyx e Hydra. Agora, tem cinco. E continua criando polêmicas  espaciais …

As duas últimas luas foram descobertas em 2011 e 2012, mas só agora, na semana passada, receberam nomes oficiais: Kerberos e Styx. Os nomes foram escolhidos por meio de uma votação popular, só que o nome mais votado — Vulcan — não foi aprovado pela União Astronômica Internacional (IAU).

A explicação oficial da IAU é que, pelas regras da votação, os nomes deveriam fazer referência a figuras da mitologia grega (para manter o padrão estabelecido com as outras três luas). E Vulcan, para quem não sabe, não é um nome da mitologia grega, mas da mitologia hollywoodiana: é o nome do planeta e da espécie do mítico personagem Spock, da série Star Trek.

O release oficial da IAU não faz nenhuma referência à série (talvez por um excesso de seriedade). A entidade, em vez disso, argumenta que o nome Vulcan, além de não fazer referência à mitologia grega, já havia sido proposto para batizar um suposto planeta que existiria entre o Sol e Mercúrio. O tal candidato a primeiro planeta nunca foi encontrado, mas o nome “vulcanóide” passou a ser usado para descrever asteroides que existem na órbita de Mercúrio.

Assim, a IAU ignorou a “voz das ruas” e escolheu o segundo e o terceiro nome mais votado. Kerberos é o nome de um cachorro de várias cabeças que guarda a entrada do “underworld” na mitologia grega; e Styx é a deusa do rio homônimo, que separa o mundo dos mortos do mundo dos vivos.

Eu, pessoalmente, acho mitologia grega mais interessante do que Star Trek. Mas, dada a popularidade da série, acho que a IAU poderia ter aberto uma exceção nesse caso — até mesmo como uma estratégia de relações públicas.

Imagine só!

Mais conteúdo sobre:

IAUluasPlutãoVulcan