Hubble Space Telescope/Nasa-ESA
Hubble Space Telescope/Nasa-ESA

100 horas de astronomia começam com mais de 50 eventos

Maior evento mundial de divulgação da astronomia mobiliza cientistas e entusiastas também no Brasil

Carlos Orsi, do estadao.com.br,

01 de abril de 2009 | 16h34

O Brasil participa, a partir desta quinta-feira, 2, das 100 Horas de Astronomia, o maior evento de divulgação astronômica de todos os tempos, que ocorrerá em mais de 130 países como parte do Ano Internacional das astronomia, comemorado em 2009. As 100 horas se estendem até o dia 5, domingo. Só no primeiro dia, a programação brasileira conta com mais de 50 eventos - em comparação, nesta quarta-feira, 1º, o programa do Ano da Astronomia no Brasil, disponível na internet, apresenta apenas quatro atividades.

 

mais imagens Galeria: Lua e Saturno

linkAstrônomos querem 1 milhão de brasileiros olhando para o céu

linkSite oficial do Ano da Astronomia no Brasil

linkAround the World in 80 Telescopes

 

Entre as atividades programadas para a cidade de São Paulo estão duas horas e meia de observações do céu na esquina na Avenida Paulista com a Rua Augusta, com início previsto para as 19h30, em promoção do Clube de Astronomia de São Paulo. Em Bauru, no interior do Estado, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) ensinará a usar uma máquina fotográfica digital comum para fazer imagens da Lua com telescópio. A atividade, no Instituto de Pesquisas Meteorológicas, tem início previsto para as 21h.

 

Outros Estados brasileiros também promoverão atividades. O Planetário Móvel da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) funcionará de manhã e à tarde, a partir das 9h30, no salão de entrada da Biblioteca Central da universidade. Em Florianópolis, o Grupo de Estudos de Astronomia e o planetário da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) oferecem observações do céu a olho nu e com instrumentos a partir das 19h, no câmpus do Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina (Cesusc).

 

Paraná, Mato Grosso, Minas Gerais, Maranhão, Pará, Rio Grande do Norte, Piauí e Rio Grande do Sul também contam com programações locais neste dia 2, e outros Estados, como Goiás, Ceará a Bahia entram na celebração a partir do dia 3.

 

Uma série de eventos terá transmissão pela internet, a partir do site internacional das 100 Horas de Astronomia ou de páginas de instituições participantes. A partir das 6h da manhã do dia 3, sexta-feira, terá início uma transmissão de 24 horas intitulada "Volta ao Mundo em 80 Telescópios", uma apresentação do trabalho dos principais centros de observação do céu em todo o mundo, incluindo um instrumento baseado no Polo Sul.

Tudo o que sabemos sobre:
astronomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.