Acordos com a Rússia incluem foguete brasileiro e satélite

Além do acordo que permite a missão do astronauta brasileiro Marcos César Pontes no Estação Espacial Internacional (ISS), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente russo, Vladimir Putin, firmaram nesta terça-feira acordos tecnológicos para a construção de um satélite de comunicações e a cooperação russa para a produção de foguetes brasileiros.Um comunicado conjunto assinado pelos presidentes anunciou que "está em fase avançada" a negociação para construção do Satélite Geoestacionário Brasileiro (SGB), um sofisticado sistema autônomo de comunicação e vigilância. Na verdade, os russos já dominam a tecnologia do SGB e têm interesse em vendê-la para o Brasil, a um custo estimado de US$ 1,5 bilhão.O satélite faz parte de um programa mundial de comunicação gerenciado pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), ligada à ONU.O outro acordo é o que permitirá a cooperação dos russos na modernização do Veículo Lançador de Satélites (VLS), especialmente para desenvolvimento de um combustível líquido para o foguete brasileiro. Outro acordo prevê a formação de um grupo de trabalho Brasil-Rússia com técnicos de alto nível na área espacial.

Agencia Estado,

18 de outubro de 2005 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.