Aeromoça francesa ganha viagem ao espaço em sorteio

Ela poderá usufruir do prêmio a partir de 2010, quando começa o projeto de vôos sem gravidade

Efe

15 de julho de 2008 | 14h10

Uma aeromoça francesa ganhou um sorteio de uma viagem ao espaço, e poderá usufruir do prêmio a partir de 2010, quando começar o projeto da Virgin Galactic de vôos sem gravidade a 100 quilômetros de altura sobre a Terra. O jornal Le Parisien informou nesta terça-feira, 15, que a premiada é Mathilde Epron, uma aeromoça de 32 anos que vive em Bry-sur-Marne, e que deve o prêmio a uma barra de chocolate que continha o código premiado na embalagem. A primeira surpreendida pela natureza do prêmio foi a própria interessada, que, em declarações ao jornal, disse que primeiro pensou que fosse uma viagem a um parque temático como o Futuroscope ou o Space Mountain. A aeromoça só ficou totalmente consciente de que o destino da viagem era realmente o espaço quando, ao voltar de um vôo a Cuba, recebeu um e-mail da empresa Nestlé, organizadora do sorteio, que tem outro prêmio do mesmo tipo a ser sorteado. "É um presente improvável" e, "para alguém que trabalha na aviação, é realmente um sonho", destaca Mathilde Epron, que diz que primeiro jogou no lixo a embalagem de chocolate onde tinha visto a inscrição de um concurso, e depois pegou de volta e se inscreveu no sorteio pela internet. A aeromoça deve voar junto com o marido, e para isso os dois devem fazer exames médicos e ter um treinamento de quatro dias para astronautas em Oklahoma City, cidade americana onde está implantada a empresa organizadora das futuras visitas espaciais para turistas. Trata-se de vôos de duas horas e meia que serão vendidos a cerca de US$ 240.450, e permitirão ficar em órbita durante alguns minutos a aproximadamente 100 quilômetros da Terra no avião espacial XP.

Tudo o que sabemos sobre:
espaçociência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.