REUTERS/J. Bell (Cornell U.) and M. Wolff (SSI)/NASA/File Photo
REUTERS/J. Bell (Cornell U.) and M. Wolff (SSI)/NASA/File Photo

Agência espacial detecta primeiro terremoto em Marte

Desde dezembro cientistas tentavam detectar tremores no planeta vermelho

AFP, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2019 | 13h13

PARIS - Um sismógrafo implantado em Marte registrou o primeiro tremor no planeta vermelho, segundo anunciou nesta terça-feira, 23, a agência espacial francesa CNES. A atividade foi detectada no dia 6 de abril. 

"É formidável finalmente ter um sinal de que ainda há uma atividade sísmica em Marte", disse Philippe Lognonné, pesquisador do Instituto de Física da Terra, em Paris.

"Estávamos esperando há meses para o nosso primeiro terremoto marciano", disseo "pai" do sismógrafo francês SEIS (Experimento Sísmico para a Estrutura Interior, em tradução livre), depositado em 19 de dezembro do ano passado em Marte pela sonda automática InSight, que chegou ao planeta vermelho em 26 de novembro.

O objetivo é, através do registro de terremotos, lançar luz sobre a história da formação de Marte que ocorreu bilhões de anos atrás.

No entanto, Bruce Banerdt, cientista-chefe da missão dentro da Nasa, diz que o registro do primeiro tremor ainda é muito fraco para fornecer dados úteis sobre o interior do planeta. De acordo com os cientistas, ainda é necessário confirmar se o terremoto ocorreu dentro do planeta ou se foi consequência do vento ou de outras fontes de ruído.

Três outros sinais, ainda mais fracos que o de 6 de abril, foram detectados nos últimos dois meses

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.