Agência espacial européia terá mais 8 bilhões de euros

Os países que financiam a Agência Espacial Européia (ESA) aprovaram nesta terça-feira um orçamento de 8,1 bilhões de euros para o período entre 2006 e 2008. O objetivo do orçamento é manter a agência competitiva.Entre os projetos prioritários da ESA estão a criação de uma rede avançada de satélites globais e uma missão espacial não-tripulada que buscará sinais de vida em Marte em 2011.O orçamento também prevê verba para a construção e o lançamento de um satélite de medição de gelo para substituir o Cryosat, destruído num lançamento fracassado em outubro.O Conselho da ESA - representado por 17 nações européias e pelo Canadá - acertou os principais pontos do orçamento numa reunião fechada realizada na noite de segunda-feira. O documento foi aprovado formalmente na manhã desta terça.Entre outras resoluções aprovadas, os membros do conselho decidiram que a colaboração da União Européia com a ESA aumentará e que os Estados membros deverão utilizar programas de lançamento exclusivamente europeus.

Agencia Estado,

06 de dezembro de 2005 | 18h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.