Alarme soa durante chegada da Soyuz à estação espacial

A nave Soyuz que transportava dois cosmonautas russos e um astronauta americano chegou em segurança à Estação Espacial Internacional (ISS), depois de uma aproximação em excesso de velocidade que fez disparar um alarme de perigo, levando a tripulação a assumir o controle manual do veículo. A cápsula Soyuz TMA-5, com os russos Salizhan Sharipov e Yuri Shargin e o americano Leroy Chiao a bordo ligou-se à ISS às 01h16, horário de Brasília, 49 horas após a decolagem de Baikonur, no Casaquistão. Esta foi a Quarta viagem em que uma Soyuz substitui o ônibus espacial americano, cujos vôos foram suspensos após a destruição da Columbia em 2003.A equipe de controle de vôo em Korolyov, nos arredores de Moscou, irrompeu em aplausos quando a cápsula entrou em sua doca. Parentes dos astronautas expressaram alívio. Pouco antes da atracação, o controle de missão decidiu ativar o controle manual. As naves Soyuz normalmente são guiadas por piloto automático durante a aproximação e conexão à ISS, mas os astronautas são tereinados para assumir o comando se necessário."No estágio de aproximação, encontramos umas poucas divergências na velocidade. Precisamos descobrir os fatos e causas disso", afirmou Yuri Semyonov, chefe da Energiya, empresa que produz a Soyuz. "No momento da atracação automática, a máquina emitiu sinal de perigo e a tripulação teve de assumir comando manual".

Agencia Estado,

16 de outubro de 2004 | 11h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.