Alckmin não descarta veto parcial à lei de mananciais

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse hoje que não descarta a possibilidade de vetar, parcialmente, o projeto que altera a Lei dos Mananciais e que foi aprovado na semana passada na Assembléia Legislativa. ?Eu não recebi ainda o projeto de lei, mas se houver uma mudança de mérito, em relação à proposta, a intenção é de veto. Mas nós ainda vamos avaliar?, disse ele.Alckmin afirmou que ainda não conversou com o secretário de Meio Ambiente, José Goldemberg, sobre o assunto. Na semana passada, após a aprovação do projeto na Assembléia, o secretário deu como certo o veto do governador. Segundo Goldemberg, o alvo do governador é uma sub-emenda ao projeto, apresentada pelo deputado Ricardo Trípoli (PSDB), que permite a construção em áreas ainda não ocupadas desde que o interessado compre e passe a preservar área verde com tamanho 8 a 10 vezes maior em outro local na mesma bacia hidrográfica. De acordo com Goldemberg, o projeto inicial (85/2002), de autoria do próprio governo, não continha essa permissão. "Não colocamos nenhum dispositivo nesse sentido porque temíamos que algo assim viesse a encorajar novas ocupações", explicou o secretário na ocasião. "A intenção do governador era resolver apenas a situação dos moradores que já estão lá.?

Agencia Estado,

01 de julho de 2002 | 15h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.