<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Alemanha e EUA anunciam acordo por clima no planeta

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e o chanceler alemão, Gerhard Schroeder, anunciaram nesta quarta-feira um plano de ação conjunta para reforçar suas participações na proteção climática no planeta. O acordo foi consolidado durante encontro entre os dois líderes mundiais no país europeu, uma semana após a entrada em vigor do Protocolo de Kyoto, não assinado pelos EUA."Desejamos cooperar com uma nação como a Alemanha para dividir avanços tecnológicos neste terreno e compartilhar com países em desenvolvimento", disse Bush, em coletiva de imprensa, após reunir-se por uma hora e meia com Schroeder.Os EUA não ratificaram o Protocolo de Kyoto, mas, para o presidente norte-americano, seu país tem condições tecnológicas de encontrar medidas alternativas de conter a emissão de gases na atmosfera. "Obviamente, a qualidade do ar é tão importante para nós como para o resto do mundo", disse.Durante a mesma coletiva, o líder alemão considerou que as diferenças entre Alemanha e EUA em relação ao Protocolo de Kyoto continuam acentuadas, mas fez questão de ressaltar que a iniciativa americana de cooperar no campo da proteção do meio ambiente é um avanço considerável.Ambos os países se mostram dispostos a buscar uma via, dentro do G-8, para impulsionar a proteção ambiental em nível mundial, proporcionando acesso aos países menos desenvolvidos a tipos de energia menos poluentes e recursos renováveis.Aplausos - A organização ecológica WWF (World Wide Found For Nature) recebeu com satisfação o planop de ação entre EUA e Alemanha. "A iniciativa demonstra que os esforços europeus e a entrada em vigor do Protocolo de Kyoto cobraram do governo americano uma resposta em relação à proteção do meio ambiente", disse a ambientalista Jennifer Morgan. Ainda assim, em sua opinião, os EUA deveria objetivar medidas mais rígidas para conter a emissão de gases na atmosfera.Os Estados Unidos, maiores produtores de dióxido de carbono do mundo e considerados os principais responsáveis pelo aquecimento global, lideram seis iniciativas multilaterais e duas bilaterais sobre diferentes aspectos em relação à mudança climática.

Agencia Estado,

23 de fevereiro de 2005 | 19h38

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 9,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
1, 90
/ mês
No primeiro mês
R$ 19,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
22, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.