Alemanha sedia conferência da ONU sobre clima global

Uma reunião das Nações Unidas começou, nesta segunda-feira, na Alemanha, a discutir um substituto para Protocolo de Kyoto que englobe tanto Estados Unidos quanto países em desenvolvimento. A expectativa é para que possam trabalhar em conjunto, a partir de 2012, quando termina a vigência do atual protocolo.Contudo, Brasil, Índia e China, liderando a frente em desenvolvimento, pretendem que os países ricos façam mais esforços no sentido de conter as emissões de gases do efeito estufa antes de ampliar qualquer acordo. Os três também sugeriram que países ricos ofereçam mais ajuda aos menos abastados e desenvolvam tecnologia para processo de produção de energia não contaminantes. "Precisamos de soluções comuns para os desafios ambientais de nosso tempo", disse o ministro do meio ambiente da Alemanha, Juergen Trinttin, na abertura do seminário. De acordo com o ratificado no Protocolo de Kyoto, os países desenvolvidos têm de diminuir em 5,2% a emissão de poluentes entre 2008 e 2012, com o intuito de retardar os efeitos climáticos que muitos cientistas classificam como catastróficos. Os Estados Unidos considerou injusta a retirada de ônus dos países em desenvolvimento nessa primeira fase do Protocolo e retirou seu apoio. Outro grande país ausente é a Austrália.Uma estimativa de cientistas projeta que as temperaturas do planeta subam entre 1,4 e 5,5 graus Celsius até 2100. Como conseqüências, o derretimento das calotas de gelo e freqüentes inundações, causando extinção de inúmeras espécies.

Agencia Estado,

16 de maio de 2005 | 19h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.