Algas podem não ter matado peixes em Ubatuba

A agência ambiental da Cetesb de Ubatuba detectou na última semana o aparecimento de algas nas praias de três cidades do Litoral Norte.Nesta terça-feira, na Praia Dura, em Ubatuba, uma extensão de 200 metros da alga, que se parece com uma serragem vermelha, foi localizada."Ainda não sabemos os motivos deste afloramento", disse o gerente da agência, Sylvio do Prado Bohn Jr. Ele informou que amostras da água onde as algas são encontradas estão sendo enviadas para o setor de Águas Litorâneas, na sede da Cetesb, em São Paulo.As algas foram encontradas também em Ilhabela e no canal de São Sebastião. "Os turistas devem evitar o contato com a alga, que pode provocar irritações na pele", avisou o gerente.Apesar do afloramento das algas na Praia Dura, onde dezenas de peixes foram encontrados mortos no último final de semana, o gerente da Cetesb disse que ainda é cedo para estabelecer qualquer relação entre os fatos."Acreditamos mais em uma morte natural dos bagres, já que eles são em grande número, e a época é de desova".Mesmo assim, a água será analisada, e o local monitorado para controlar o número de peixes que aparecem mortos. "Até agora o número de peixes é pequeno", disse o gerente.

Agencia Estado,

08 de janeiro de 2002 | 19h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.