Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Alteração de gene torna célula sensível à luz

Pesquisadores britânicos descobriram um modo de fazer com que células se tornem sensíveis à luz pela alteração de um único gene, conquista que pode levar a novas abordagens para o tratamento de determinadas formas de cegueira.O estudo, publicado na revista Nature, mostra que um gene chamado de melanopsina pode fazer com que células nervosas voltem a perceber a luz. A pesquisa foi feita por cientistas do Colégio Imperial de Londres e da Universidade de Manchester.Em estudos com camundongos, os pesquisadores também verificaram que a melanopsina usa luz em diferentes ondas para se regenerar.Em algumas formas de cegueira hereditária, os fotorreceptores são completamente danificados, mas as células ganglionares da retina ? responsáveis por levarem os sinais ao cérebro ? continuam intactas.Os cientistas britânicos acreditam que por meio da ativação da melanopsina as células fotorreceptoras possam recuperar a capacidade de perceber e responder à luz.Uma das formas de cegueira que poderá ser beneficiada com a descoberta é a retinite pigmentosa, um tipo hereditário de cegueira no qual os cones e bastonetes são destruídos mas o restante da retina e do olho permanece intacto.O artigo Addition of human melanopsin renders mammalian cells photoresponsive, de Z. Melyan, E.E.Tarttelin, J. Bellingham, R.J.Lucas e M.W.Hankins, pode ser lido no site da Nature, por assinantes da revista, em www.nature.com.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.