Aminoácido evita perda muscular após os 40 anos

Pesquisadores do Centro de Pesquisa sobre Nutrição Humana de Auvergne, em Clermont-Ferrand, na França, dizem que uma dieta com grande quantidade do aminoácido leucina pode ajudar pessoas acima dos 40 anos a manter seus músculos. A conclusão foi publicada nesta semana na revista Journal of Physiology.Os músculos são constantemente formados e destruídos pelo corpo humano, num processo que permite a manutenção de um balanço em jovens adultos. Mas, conforme as pessoas envelhecem, o processo de destruição dos músculos passa a ser mais rápido que o de formação.Como em todos os tecidos de mamíferos, as proteínas são criadas a partir de aminoácidos e degradadas por enzimas. Logo após uma refeição, a velocidade de sintetização de proteínas dobra, graças ao consumo de uma grande quantidade de aminoácidos. A velocidade da quebra de proteínas é maior entre as refeições.A diferença entre as duas taxas determina quanto de proteína permanece no músculo. Mas, em animais mais velhos - incluindo humanos - os estímulos dos aminoácidos para a criação de proteína é menos efetiva e o processo se desacelera.Porém, a quebra das proteínas não se desacelera, deixando os animais mais velhos com menos proteína que seus pares mais jovens. Após os 40 anos, os seres humanos começam a perder entre 0,5% e 2% de sua massa muscular a cada ano.Ao comparar a quebra de proteínas em ratos jovens (de oito meses de idade) com ratos velhos (22 meses), os cientistas perceberam que o balanço entre a síntese e a quebra de proteínas foi restaurado quando os mais velhos recebiam níveis maiores de leucina.A equipe de pesquisadores sugere que o desbalanceamento no processo que vem com a idade decorre de defeitos no complexo mecanismo que quebra as proteínas dos músculos.?A prevenção da perda de massa muscular é uma importante questão socio-econômica e de saúde pública, que talvez possamos combater com dietas ricas em leucina?, disse o chefe da equipe de pesquisadores, Didier Attaix.Segundo Michael Rennie, da Nottingham Medical School em Derby, na Grã-Bretanha, mais investigações são necessárias sobre o tema, mas os idosos podem começar a agir desde já para tentar evitar a perda de músculos.?A leucina é abundante em carnes, então faz sentido, para a síntese de proteína, comer carne?, disse ele à BBC. ?Conforme as pessoas ficam mais velhas, elas tendem a comer menos. Mas elas deveriam manter sua ingestão de proteínas ao envelhecer.?

Agencia Estado,

12 de dezembro de 2005 | 12h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.