Aminoácidos de meteorito podem ter gerado DNA

Cientistas descobriram, pela segunda vez em menos de uma semana, mais indícios de que a vida na Terra pode ter começado com partículas e moléculas trazidas por cometas. A descoberta foi feita por pesquisadores da Universidade de Bremen (Alemanha) e publicada na revista científica americana PNAS (www.pnas.org).Em um meteorito, os pesquisadores encontraram aminoácidos que podem ter sido essenciais para a síntese de proteínas que resultou no surgimento da vida no planeta. A descoberta desse aminoácido esclarece completamente, pela primeira vez, como a partir de algumas moléculas vindas do espaço o DNA se desenvolveu.Os aminoácidos presentes na poeira cósmica podem ter formado, em combinação com água, o antecedente do DNA. Eles foram identificados no meteorito Murchinson, que caiu em 1969 na Austrália.

Agencia Estado,

22 de junho de 2004 | 16h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.