ANA define preço da água do Paraíba do Sul

O Comitê para Integração da Bacia Hidrográfica do Paraíba do Sul e a Agência Nacional de Águas (ANA) definiram os valores a serem pagos pelos agricultores, criadores de peixes ou animais aquáticos e proprietários de pequenas usinas hidrelétricas pelo uso da água do rio Paraíba do Sul.Em reunião realizada em Resende (RJ) nesta semana ficou estabelecido que os agricultores vão pagar R$ 0,0005 (cinco décimos de milésimos de real) a cada mil litros (metro cúbico) de água captada.Para os criadores de peixes ou animais aquáticos, o valor será menor: R$ 0,0004 (quatro décimos de milésimos de real) por metro cúbico. As pequenas centrais hidrelétricas terão de pagar mensalmente 0,75% do valor do valor da energia produzida.A ANA decidiu também que os agricultores e usuários da água do Paraíba do Sul que captarem menos de um litro por segundo estarão isentos da cobrança. Segundo o presidente do Ceivap ? trecho paulista, Benedito Jorge dos Reis, a cobrança será mensal a partir do mês de março.Para as indústrias e empresas de saneamento permanecem os valores definidos no ano passado, que variam de R$ 0,008 a R$ 0,028 por metro cúbico de água captada, conforme o grau de consumo e de poluição.O cadastramento dos usuários da bacia do Paraíba do Sul de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro termina no dia 16 de dezembro e pode ser feito no site www.pbs.ana.gov.br ou pelo telefone 0800-644-3001.O presidente do Ceivap informou que, por enquanto, a cobrança será apenas do Paraíba do Sul, mas o comitê aguarda que a Assembléia Legislativa vote ?com urgência? a cobrança dos afluentes do Paraíba do Sul no Estado de São Paulo.

Agencia Estado,

05 de novembro de 2002 | 19h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.