Animais silvestres apreendidos são devolvidos à mata atlântica

Técnicos do Ibama devolveram esta semana ao meio ambiente 241 mamíferos e aves silvestres apreendidos no sul da Bahia durante a "Operação Mata Atlântica", iniciada no final de fevereiro. Os animais estavam em poder de traficantes e colecionadores.Depois de um período de recuperação nos centros do Ibama no sul baiano, os animais foram soltos na Estação Veracruz, reserva particular do patrimônio natural, com área de 6.069 hectares, da Veracel Celulose, no município de Porto Seguro.Entre os animais libertados estão cutias, caetitus, aves e sete jacarés. Os jacarés foram soltos em outra propriedade da Veracel em Eunápolis, vizinho a Porto Seguro, onde há uma grande lagoa.Além dos animais reintroduzidos em remanescentes de floresta natural do extremo-sul baiano, uma parte foi devolvida ao semi-árido, no norte do Estado, hábitat natural de algumas espécies.Dos 600 animais silvestres apreendidos pelo Ibama, 180 permanecem em recuperação na unidade do órgão situado no município de Vitória da Conquista.Um dos últimos grandes maciços de mata atlântica existente no Brasil, a Estação Veracruz já recebeu mais de mil animais silvestres encaminhados pelo Ibama nos últimos 16 meses. A reserva desenvolve programas de recuperação da fauna, flora, além de educação ambiental. A unidade está aberta a projetos de pesquisas sobre a mata atlântica em parceria com universidades brasileiras.

Agencia Estado,

11 de abril de 2002 | 15h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.