Antibiótico mostra eficácia contra elefantíase

Um antibiótico administrado durante oito semanas mostrou ser eficaz contra a elefantíase, segundo pesquisa feita por uma equipe anglo-alemã que será publicada no próximo sábado pela revista médica britânica The Lancet.A elefantíase, uma doença parasitária grave transmitida por mosquito, afeta 120 milhões de pessoas, principalmente na África, Índia e sul da Ásia. Ela provoca a hipertrofia de pernas, braços, órgãos genitais ou seios, segundo a Organização Mundial de Saúde.A administração de doxiciclina, antibiótico que ataca uma bactéria que vive em simbiose com o parasita Wuchereria bancrofti e é indispensável para a sua sobrevivência, permitiu a eliminação do parasita na maioria dos pacientes tratados, sem causar efeitos colaterais relevantes.A equipe dos professores Mark Taylor, da Escola de Medicina Tropical de Liverpool (Reino Unido), e Achim Horeauf, da Universidade de Bonn e Instituto de Medicina Tropical de Hamburgo (Alemanha) testou o novo tratamento em 72 pacientes, numa aldeia da Tanzânia.

Agencia Estado,

17 de junho de 2005 | 13h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.