Antibiótico pode prevenir retinopatia diabética

Um conhecido antibiótico, a minociclina, pode retardar ou prevenir a ocorrência de retinopatia diabética, complicação do diabetes que é uma das principais causa de cegueira em pessoas de 20 a 74 anos. A descoberta foi feita por uma equipe da Faculdade de Medicina da Universidade Penn State, nos Estados Unidos.Os pesquisadores verificaram que a minociclina, comumente usada no tratamento da acne, limita em cerca de 50% os danos na retina causados pelas microglias.Microglias são células que atuam como espécies de limpadoras do sistema nervoso central, ao liberar toxinas para destruir células danificadas e depois engoli-las. O problema ocorre quando as microglias liberam toxinas na retina, provocando a morte de células saudáveis críticas para a visão normal.?O estudo que fizemos em ratos sugere que a minociclina pode ser um forte candidato como droga terapêutica para reduzir as complicações retinais no diabetes?, disse Kyle Krady, professor de ciências neurológicas e comportamentais da Penn State, em comunicado. ?Mas serão precisos mais estudos para examinar se esse antibiótico poderá reduzir os danos na retina.?Estudos anteriores mostraram que as mudanças causadas pelo diabetes levam ao aumento da produção de citoquinas, proteínas que causam inflamações nos nervos. A nova pesquisa vai além, ao mostrar que, em estágios iniciais do diabetes, níveis elevados de citoquinas ativam as microglias, resultando na produção de neurotoxinas e na destruição de células nervosas.O estudo Minocycline Reduces Proinflammatory Cytokine Expression, Microglial Activation, and Caspase-3 Activation in a Rodent Model of Diabetic Retinopathy está publicado na edição de maio do periódico Diabetes, da Associação Norte-Americana do Diabetes.

Agencia Estado,

12 de maio de 2005 | 14h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.