Anunciados vencedores do Prêmio Ford

Os cinco vencedores da 7ª Edição do Prêmio Ford Motor Company de Conservação Ambiental foram anunciados hoje, em cerimônia no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo. Os premiados foram a Usina Coruripe Açúcar e Álcool, na categoria Negócios em Conservação, o Núcleo de Pesquisas em Florestas Tropicais (NPFT), em Ciência e Formação de Recursos Humanos, a Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem (SPVS), como Iniciativa do Ano em Conservação, a Comissão Pró-Índio do Acre, em Educação Ambiental, e o jornalista Hiram Firmino, em Conquista Individual.Considerado um dos mais importantes na categoria no Brasil, o Prêmio Ford é uma parceria da Ford com a organização não-governamental Conservation International do Brasil (CI-Brasil). Estiveram presentes à solenidade os presidentes da Ford América do Sul, Richard Canny, e Ford Brasil, Antônio Maciel Neto, e o presidente da CI-Brasil, Roberto Cavalcanti.Melhores iniciativasLocalizada a 120 quilômetros de Maceió, Alagoas, a Usina Coruripe foi escolhida na categoria Negócios em Conservação por sua atuação empresarial na conservação da Mata Atlântica e do uso sustentável dos recursos naturais. Entre as ações da empresa estão a geração de renda para 500 famílias da comunidade local, destinando 500 hectares para replantio de mudas de ouricuri, principal matéria-prima para confecção dos artesanatos da região. Além disso, criou uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de 379 hectares.Os estudos do palmiteiro (Euterpe edulis) do Núcleo de Pesquisas em Florestas Tropicais (NPFT) contribuíram para a elaboração das legislações que disciplinam a exploração da espécie nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo. Por conta disso, o NPFT, que desenvolve pesquisas há mais de 20 anos na área de manejo sustentável de espécies nativas, foi o vencedor na categoria Ciência e Formação de Recursos Humanos.O programa modelo de Conservação Ambiental e Seqüestro de Carbono: Resultados em Favor da Biodiversidade, da SPVS, levou a entidade ambientalista paranaense a receber o prêmio Iniciativa do Ano em Conservação. Com o programa, cerca de 15 mil hectares de Mata Atlântica em Guaraqueçaba, no Paraná, estão sendo protegidos e restaurados.A Comissão Pró-Índio do Acre foi vencedora na categoria Educação Ambiental por ter desenvolvido processos educacionais entre os povos indígenas do Acre, que incluem a produção de materiais educativos e resgate da língua e cultura indígenas.Hiram Firmino foi o escolhido para o Prêmio Conquista Individual pela difusão de informação de conteúdo ambiental em dois grandes jornais comerciais. No Estado de Minas, criou há quase dez anos o suplemento mensal ?Estado Ecológico?. Neste ano, o jornalista também lançou um suplemento ambiental no Jornal do Brasil, ?JB Ecológico?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.