ESA
ESA

Após 19 anos, missão da sonda Ulysses vai terminar

Nasa e ESA anunciaram o desligamento do robô devido a problemas com energia, localização e antenas

AP,

26 de junho de 2009 | 18h13

A Nasa e a Agência Espacial Europeia (ESA) estão prestes a interromper a missão da sonda que simplesmente não desiste. O robô Ulysses foi lançado em 1990 pelo ônibus espacial Discovery. Ele deveria funcionar por cinco anos, mas está agora próximo dos 19 (com 9, 3 bilhões de quilômetros rodados) e continua funcionando.

 

Há 16 meses, as duas agências espaciais anunciaram que o Ulysses estava congelando e que deveria parar de funcionar em poucas semanas. De alguma maneira, ele continuou funcionando, mandando importantes informações científicas sobre um ano extraordinariamente calmo para os ventos solares.

 

Isso vai acabar na terça-feira, 30, quando as agências espaciais vão desligar o transmissor do Ulysses. Representantes afirmam que problemas com energia, localização e antenas fazem com que a sonda não seja mais útil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.