Carlos Cruz/CNPq
Carlos Cruz/CNPq

Após retorno do Lattes, Plataforma Carlos Chagas é restabelecida pelo CNPq

Submissões de propostas às chamadas de bolsa que estavam em aberto antes da indisponibilidade dos sistemas serão retomadas e terão os prazos prorrogados; acesse as novas datas

Ítalo Lo Re, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2021 | 21h51

Com instabilidade desde o dia 23 de julho, a Plataforma Integrada Carlos Chagas (PICC), que possibilita o pagamento de bolsas a cientistas no País, foi restabelecida nesta segunda-feira, 16, informou o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

Com o retorno da plataforma, as submissões de propostas às chamadas de bolsa que estavam em andamento antes da indisponibilidade dos sistemas serão retomadas e terão os prazos prorrogados. Segundo o CNPq, as informações submetidas antes de o sistema começar a apresentar instabilidade estão preservadas.

O restabelecimento da Carlos Chagas ocorre pouco mais de uma semana após a Plataforma Lattes, também gerenciada pelo conselho, ter voltado integralmente ao ar no último dia 7. Ambas começaram a apresentar instabilidade no dia 23 do mês, quando um repositório voltado para armazenar dados (storage) dos servidores apresentou problemas. A retomada do Lattes, porém, foi priorizada pelo conselho. 

“Nossa prioridade absoluta é o Lattes, que está preservado. Não se perdeu dado nenhum”, disse o presidente do CNPq, Evaldo Vilela, em comunicado publicado no início deste mês. A plataforma que reúne informações referentes a bolsas e auxílios até voltou a ficar disponível no último dia 7, mas com acesso parcial às funcionalidades. Foi só nesta segunda-feira, 16, que a retomada integral aconteceu. Confira as novas datas para submissão de propostas na Carlos Chagas divulgadas pelo CNPq nesta manhã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.