Aquecimento global deve intensificar furacões

O aquecimento global intensificará a intensidade dos furacões e a precipitação de chuvas nos próximos anos, de acordo com um especialista do Centro Nacional de Investigação Atmosférica do EUA.Em artigo publicado na revista Science, o meteorologista Kevin Trenberth afirma que "as tendências das mudanças ambientais causadas pela atividade humana são agora evidentes nas regiões" que recebem o impacto dos furacões.Trenberth lembra que até hoje não está claro o efeito desse aquecimento sobre esses fenômenos. O especialista diz que suas conclusões se baseiam na atividade meteorológica tropical do ano passado, incluindo um número recorde de furacões na península da Flórida, bem como os tufões que tiveram impacto no território japonês.VaporPara o meteorologista, os fatores mais importantes que vinculam a intensidade dos furacões à mudança climática são o aumento das temperaturas oceânicas e o conseqüente aumento do vapor d´água na atmosfera."Ambos os processos estão ocorrendo, e é esperado que continuem", apontou Trenberth em seu artigo. "A quantidade adicional de vapor d´água tende a produzir precipitações mais intensas dentro dos furacões, o que acarretará em maiores inundações", acrescenta.A maior parte das tormentas tropicais que assolam a costa oriental dos EUA nascem nas regiões tropicais do Atlântico, onde, durante a última década, as temperaturas superficiais têm sido as mais altas que se tem registro.O vapor d´água sobre os oceanos aumentaram entre 1% e 2% desde 1998. "A superfície marinha mais quente e a atmosfera mais úmida proporcionam a energia potencial das precipitações e tempestades elétricas que alimentam os furacões", conclui o artigo.  mudanças climáticas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.