Arcebispo de SP dom Odilo Scherer é nomeado cardeal pelo papa

O papa Bento 16 nomeou nestesábado o arcebispo de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer, entreos novos 23 cardeais de diversas parte do mundo. Dom Odilo, 58 anos, nasceu em Cerro Largo, Rio Grande doSul, e assumiu a Arquidiocese de São Paulo em abril deste ano.Antes de ser nomeado arcebispo, ele ocupou os cargos desecretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil(CNBB) e de bispo auxiliar de São Paulo. Os cardeais são os religiosos mais próximos do papa. Elescomandam as maiores dioceses da Igreja no mundo, osdepartamentos do Vaticano e assessoram o líder da IgrejaCatólica em temas que vão da fé a finanças. A Arquidiocese de São Paulo tem 5,93 milhões de católicos,84 por cento da população, perdendo apenas para Cidade doMéxico e Guadalajara, também no México, segundo dadoslevantados pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Dom Odilo Scherer substituiu na arquidiocese paulista a domCláudio Hummes, que foi indicado no ano passado pelo papa Bento16 para o cargo de prefeito da Congregação para o Clero noVaticano. O novo cardeal Scherer retorna à São Paulo na próximasexta-feira e terá uma recepção solene com cardeais, bispos,clero e autoridades civis na Catedral da Sé, no domingo,informou a Arquidiocese de São Paulo. CARDEAL EM BAGDÁ Ao ordenar os 23 cardeais em cerimônia na Basílica de SãoPedro, o papa fez um apelo pelo fim da guerra no Iraque edenunciou o sofrimento da minoria cristã no país. Um dos novos cardeais, Emmanuel Delly, tem base em Bagdá eé líder dos católicos caldeus, maior grupo cristão do Iraque.Os outros novos cardeais atuam na Itália, Irlanda, Alemanha,Estados Unidos, Espanha, Índia, Argentina, Quênia, México,Polônia, Senegal e França, além do Brasil. Falando de Delly, Bento 16 afirmou que os cristãos noIraque estão "sentido na própria carne os resultados dramáticosdo longo conflito." Os rituais dos caldeus estão entre os mais antigos daIgreja Católica, e o Iraque é um dos países com uma das maisantigas tradições cristãs. No entanto, por conta da guerra, osfiéis estão emigrando, e a população cristã diminuindo. "Vamos juntos reafirmar a solidariedade de toda a Igrejacom os cristãos daquela terra amada, e vamos pedir ao Deusmisericordioso a reconciliação e a paz entre todas as pessoasenvolvidas (no conflito)", afirmou Bento 16, durante o seusermão. O papa disse que havia escolhido o religioso do Iraque comocardeal para mostrar a proximidade espiritual do Vaticano comos iraquianos. O cardeal Delly foi muito aplaudido durante acerimônia. Na platéia, um grupo balançava bandeiras do Iraque. Dos novos cardeais, 18 têm menos de 80 anos e, portanto,podem fazer parte do grupo que em reunião secreta elege o papa.Os outros cinco, incluindo Delly, têm mais de 80 anos e recebema promoção por razões simbólicas ou como reconhecimento porserviços prestados. Essa foi a segunda vez desde a sua eleição, em abril de2005, que papa ordena novos cardeais. Em março de 2006, foram15. O antecessor de Bento 16, João Paulo 2 realizou novecerimônias como essa em 26 anos no comando do Vaticano e fezmais de 200 cardeais. De todos os cardeais que escolheram o seusucessor, após a sua morte, somente dois não haviam sidopromovidos por João Paulo. (Reportagem adicional de Pedro Fonseca no Rio de Janeiro)

PHILI, REUTERS

24 de novembro de 2007 | 11h38

Tudo o que sabemos sobre:
PAPADOMODILOCARDEAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.