Arianespace espera manter atividade em 2009 apesar da crise

O consórcio europeu aumentará seus lançadores com a incorporação do Vega no final do ano

Efe,

06 de janeiro de 2009 | 17h09

O consórcio europeu Arianespace espera manter em 2009 sua atividade apesar da crise econômica graças a um aumento de seus lançadores com a incorporação do Vega no final do ano e o lançamento da Soyuz a partir da base espacial de Kuru, na Guiana Francesa, informou nesta terça-feira, 6, o grupo. Com este aumento das plataformas de lançamento, a empresa espera "responder melhor às demandas dos clientes" e "oferecer mais oportunidades de lançamentos para manter sua fração de mercado e continuar sendo a número um do mundo", informou a Arianespace em comunicado. Para este ano, o grupo prevê completar de seis a oito lançamentos de seu principal foguete, o Ariane-5, aos quais se juntará o primeiro vôo da "Soyuz" a partir da base de Kuru. Além disso, a Soyuz continuará decolando da base de Baikonur, no Cazaquistão, e entre as duas bases a Arianespace deve completar oito vôos da plataforma de lançamento russa. Ao Ariane-5 e ao Soyuz se unirá no final do ano o lançador Vega, previsto para satélites de pequeno tamanho e que estará plenamente ativa em 2010. Com estes aparelhos, o presidente da Arianespace, Jean-Yves Le Gall, afirmou que não é impossível que se iguale o volume de negócios de 2008, que apesar da crise foi de 950 milhões de euros (US$ 1,307 bilhões), dez milhões de euros (US$ 13,7 milhões) a mais que no ano anterior. No ano passado, a Arianespace assinou 18 contratos, em comparação aos 25 de 2007, declarou Le Gall, que assegurou que "a crise está aí", embora tenha comentado que atinge de forma diferente os grandes clientes, que quase não se viram afetados, e os pequenos, vítimas do congelamento dos empréstimos e que tiveram que renunciar a projetos. A crise também fez com que os satélites enviados ao espaço durante o ano passado fossem de menor tamanho e que o número total de contratos ofertados diminuísse.

Tudo o que sabemos sobre:
espaçociênciaArianespace

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.