Arqueólogo amador diz ter encontrado Ítaca, a ilha da Odisséia

O lendário herói Ulisses vagou 10 anos pelo Mediterrâneo tentando reencontrar seu reino, a ilha de Ítaca, conta Homero no poema clássico A Odisséia. Agora, um arqueólogo amador britânico afirma ter posto um ponto final na antiga busca pela terra descrita no épico.Embora a ilha grega de Ithaki seja, geralmente, considerada como o local da lenda homérica, estudiosos há tempos desconfiam de divergências entre a localização e a geografia de Ithaki e as descritas no poema clássico. Agora Robert Bittlestone, um consultor de administração, diz que a península de Paliki, na ilha de Cefalônia, perto de Ithaki, é o local mais provável do reino de Ulisses. Ele afirma que evidências hsitóricas e geológicas sugerem que Paliki era uma ilha à parte, até ser unida a Cefalônia por uma série de terremotos e deslizamentos de terra."Outras teorias supõem que a paisagem hoje é a mesma da Era do Bronze, e que Homero talvez não conhecesse a paisagem muito bem", disse Bittlestone. "Mas, e se a geografia realmente mudou?" Dois importantes estudiosos britânicos apóiam a teoria do consultor. Eles são co-autores no livro "Ulisses Libertado - A Busca pela Ítaca de Homero".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.