Arqueólogos descobrem templo dedicado a Mitras na Romênia

Santuário foi descoberto de modo acidental durante a construção de um hotel no centro da localidade

Efe

30 de setembro de 2008 | 16h13

Arqueólogos de Alba Julia, antiga Apulum, na Transilvânia, descobriram um templo de quase 2000 anos, mas em bom estado de conservação, dedicado ao deus persa Mitras, venerado também no Império Romano. O santuário, que data da primeira metade do século II d. C., foi descoberto de modo acidental durante a construção de um hotel no centro da localidade, informou à imprensa o diretor adjunto do Museu Nacional da União de Alba Julia, Constantin Inel. Ele afirmou que os especialistas tinham indícios da existência de um templo de Mitras depois que em 1921, quando se construía uma grande catedral ortodoxa, foi encontrado um santuário dedicado a este deus. O arqueólogo afirmou que os muros foram conservados em um estado muito bom, assim como uma inscrição dedicada a Mitras e outras duas dedicadas aos tradicionais acompanhantes do deus, junto com alguns altares de pedra, além de uma sala sem janelas na qual se afirma que era realizada a misteriosa cerimônia de iniciação. As investigações continuarão até todo o templo ser escavado, que será conservado in situ, no porão do hotel e que será o primeiro templo de Mitras aberto a visitas na Romênia. O culto ao deus persa do Sol, Mitras, se espalhou no Império Romano através da Ásia Menor, sobretudo a partir do século I d.C.

Tudo o que sabemos sobre:
arqueologiaRomênia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.