Arqueólogos encontram manteiga centenária na Antártida

Dois blocos do alimento foram achados em uma tenda de expedição fracassada de um explorador britânico

Efe,

16 Dezembro 2009 | 15h33

Arqueólogos da Nova Zelândia encontraram na Antártida dois blocos de manteiga intactos, abandonados no continente gelado há quase um século pela expedição fracassada do explorador britânico Sir Robert Falcon Scott para chegar ao Polo Sul.

 

Veja também:

linkIceberg começa a se partir antes de chegar à Austrália 

 

A manteiga foi achada em bolsas espalhadas pelo solo de uma tenda de campanha utilizada pelos homens de Scott na base de Cape Evans, informou nesta quarta-feira, 16, um canal de televisão neo-zelandês.

 

O extremo frio polar preservou o alimento, embora a cientista Lizzie Meek tenha dito, em tom de brincadeira, que "o cheiro era tão forte que não tenho certeza de que gostaria de comê-la". Scott iniciou em Cape Evans uma famosa expedição para ser o primeiro homem em alcançar o Polo Sul.

 

Acompanhado de outros quatro pesquisadores, o explorador britânico levou quase dois anos para chegar ao ponto mais meridional do planeta, em 17 de janeiro de 1912, mas cinco semanas antes a expedição do norueguês Roald Amundsen já tinha cumprido a jornada. Depois do fracasso, Scott e seus companheiros morreram durante a viagem de volta.

 

Há um mês, outra equipe neozelandesa achou na Antártida duas caixas de uísque escocês pertencentes a uma expedição ao continente gelado liderada pelo irlandês Ernest Shackleton.

Mais conteúdo sobre:
mantega Antartida arqueologos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.