Arqueólogos encontram no Egito 14 tumbas do século III a.C.

Arqueólogos encontram no Egito 14 tumbas do século III a.C.

Múmia de uma mulher que mede 97 centímetros de altura e artefatos também foram encontrados

Efe

12 Abril 2010 | 11h49

Arqueólogos trabalham em uma das 14 tumbas descobertas no Egito

 

CAIRO - Arqueólogos egípcios descobriram 14 tumbas históricas em um cemitério que data do século III a.C. no oásis de Bahariya, a 375 quilômetros ao sul do Cairo, informou nesta segunda-feira, 12, o Conselho Supremo de Antiguidades (CSA).

 

Veja também:

linkArqueólogos encontram muralha que pode ser do Rei Salomão

linkTutancâmon era fruto de relação incestuosa, mostra análise

 

As tumbas são de pedra e contêm quatro máscaras de gesso, uma camada de ouro com desenhos dos quatro filhos do deus Hórus e utensílios de cerâmica e de cristal, segundo um comunicado do CSA.

 

Os arqueólogos encontraram também a múmia de uma mulher que mede 97 centímetros de altura e que está coberta com uma tampa de gesso colorido.

 

Após a descoberta, iniciou-se o processo de limpeza de várias moedas também encontradas no local para constatar o período ao qual pertencem.

 

No oásis de Bahariya, 250 múmias foram descobertas em 1996 no chamado Vale das Múmias Douradas, onde se acredita que possa haver mais de 10 mil corpos mumificados.

 

Essa descoberta contribuiu para que essa região desértica se transformasse em um dos pontos de atração turística, sobretudo para excursões de safári pelo Saara ocidental.

Mais conteúdo sobre:
arqueologia tumbas descoberta Egito

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.