Arqueólogos encontram tesouro enterrado na Bulgária

Arqueólogos búlgaros descobriram um antigo tesouro de ouro enterrado numa grande tumba trácia. Os trácios eram um povo que vivia nos Bálcãs e no Mediterrâneo na Antiguidade. A Ilíada cita-os participando da guerra de Tróia. "Esta é a maior tumba trácia já descoberta em território búlgaro, e nela encontramos 73 artefatos, 20 deles feitos de ouro", disse Georgi Kitov, líder da equipe de pesquisadores.De acordo com Kitov, a tomba, feita de rocha, tem três câmaras e data do quinto ou quatro século antes de Cristo. Os trácios viveram no que hoje é a Bulgária entre 4.000 AC e o século 8 dC, quando foram absorvidos pela invasão eslava. "Uma tiara de ouro, material de equitação dourado e enfeites de espada estão entre os objetos mais impressionantes", disse.A descoberta foi feita perto da cidade de Shipka, 200 km a leste da capital, Sófia. Dezenas de túmulos trácios espalham-se pela região, apelidada pelos arqueólogos de "o Vale dos Reis búlgaro", em referência ao Vale dos Reis onde estão sepultados os faraós do Egito.

Agencia Estado,

05 de outubro de 2004 | 12h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.