Aspirina reduz risco de morte em cirurgias do coração

Pesquisadores americanos concluíram que administrar aspirina ao paciente dias antes de uma cirurgia de coração pode ajudar a aumentar a taxa de sobrevivência. A afirmação contradiz o medo dos médicos de que a aspirina aumente o risco de hemorragia nas operações de coração aberto.O estudo dirigido por Scott Wright, que será publicado na revista Circulation, da Associação Americana do Coração, analisou dados de 1.636 pacientes que passaram por sua primeira operação de ponte de safena entre 2000 e 2002.Segundo o estudo, os pacientes que tomaram aspirina antes da operação tiveram risco de hemorragia excessiva de 3,5%, pouco menos do que aqueles que não tomaram este remédio. Wright aconselhou que "quem está tomando não pare de tomar, e quem não toma faça isso antes de uma cirurgia de coração aberto".Muitos especialistas recomendam a seus pacientes que não tomem aspirina antes das operações cirúrgicas com medo de que possíveis hemorragias. Wright diz o contrário e baseia seu conselho no fato de que a mortalidade entre os pacientes que tomaram aspirina durante um período de cinco dias antes da cirurgia foi de 1,7%, ante 4,4% dos que não tomaram o remédio morreram.Segundo o estudo, também houve uma leve melhora no risco de ataque depois da operação, com 2,7% de risco para os que tomaram aspirina frente a 3,8% dos que não tomaram o remédio."O estudo confirma ainda mais os benefícios da aspirina para pacientes com doenças cardiovasculares. Também mostra que não há aumento do risco de hemorragia, o que elimina a principal razão pela qual médicos e cirurgiões poderiam pedir que seus pacientes parassem de tomar aspirina", afirmou Wright.Mas o cientista também reconheceu que algumas operações têm um risco muito elevado de hemorragia. "Os cirurgiões avaliarão os riscos das hemorragias frente aos benefícios de tomar aspirina".

Agencia Estado,

30 de agosto de 2005 | 12h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.