Assaltantes espancam frades dentro de convento na Itália

Segundo as investigações, a invasão foi motivada por roubo ao convento de San Colombano Belmonte

Ansa

27 de agosto de 2008 | 20h29

Quatro frades foram brutalmente espancados por três criminosos durante um roubo ao convento de San Colombano Belmonte, província de Turim, norte da Itália, informou nesta quarta-feira, 27, a polícia local. Um dos feridos, o padre Sergio Baldin, de 48 anos, frade guardião do santuário, sofreu traumatismo craniano e foi levado em coma a um hospital local onde se encontra em estado grave, correndo o risco de ficar com lesões permanentes. Os outros três frades - Emanuele Battagliotti, Martino Gurini e Salvatore Magliano, de 81, 76 e 86 anos, respectivamente - apresentaram lesões no rosto e na cabeça, com um prognóstico de cura de 30 dias. Os investigadores confirmaram que a invasão do convento foi motivada por roubo, já que ao fugir os três criminosos acabaram levando dinheiro. Os três assaltantes surpreenderam os frades enquanto estes jantavam no refeitório do convento, amarrando, amordaçando e depois espancando-os "com uma violência assombrosa", disse o padre Gabriele Trivellin, responsável provincial dos franciscanos menores, informando sobre a agressão no convento. "Foi uma violência selvagem e gratuita pois não houve nenhuma resistência. Rezamos pelo padre Sergio. Estou estarrecido, é uma violência que não encontra justificação", acrescentou Trivellin.

Tudo o que sabemos sobre:
religiãoItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.