Assembléia francesa aprova nova lei ambiental para o país

Lei de Sarkozy contra o aquecimento global foi aprovada por 526 votos a 4 na Assembléia Nacional

AP

21 de outubro de 2008 | 19h21

O parlamento francês adotou, quase por unanimidade, uma lei de proteção ambiental para lutar contra o aquecimento global.  Veja também:Itália critica custos de plano da UE contra mudança climáticaBrown garante que crise não afeta esforços ambientaisUE corre para resolver diferenças sobre plano climáticoCaptura de CO2 pode ajudar a tornar aquecimento suportável A lei foi aprovada por 526 votos a 4 na Assembléia Nacional depois que a oposição socialista concordou em apoiar a medida, em uma rara demonstração de solidariedade com o presidente do país, Nicholas Sarkozy. Muitos comunistas e verdes estavam entre os 26 legisladores que se abstiveram na votação desta terça-feira, 21. A medida agora vai para o Senado.  A proposta é parte de um "Pacto ecológico" apresentado no ano passado por Sarkozy. Entre as medidas, estão penalidades para dados à biodiversidade e planos de eliminar até 2010 o uso de lâmpadas incandescentes.

Tudo o que sabemos sobre:
aquecimento globalFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.