Asteróide Ceres é como ´miniplaneta´, dizem astrônomos

Ceres, o maior asteróide conhecido do Sistema Solar, é quase um "miniplaneta", segundo astrônomos que analisam as imagens feitas pelo telescópio espacial Hubble. Com 930 km de diâmetro, ele tem gravidade suficiente para ser esférico e, como a Terra, pode ser formado por diferentes camadas, incluindo um manto de gelo.Segundo escreveram na Nature, os astrônomos americanos registraram pela primeira vez uma rotação completa do asteróide, com duração de nove horas, e puderam determinar o eixo equatorial através do movimento do foco brilhante sobre o corpo (foto). Antes do Hubble, Ceres era apenas um ponto opaco no espaço.A complexidade do asteróide surpreendeu a equipe, segundo Lucy McFadden, da Universidade de Maryland. Pensava-se que Ceres tinha uma composição mais homogênea.

Agencia Estado,

14 de setembro de 2005 | 12h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.